BARATAS: FIQUE DE OLHO NOS ABRIGOS ÚMIDOS

As baratas não causam doenças por transmissão direta, mas podem veicular doenças através de vírus e bactérias que adquirem quando caminham em lixeiras e esgotos. Elas adoram lugares úmidos e escuros, como ralos e caixas de gordura. Podem se esconder também perto de depósitos de lixos e em terrenos baldios. Mantenha caixas de gordura limpas e bem vedadas e não deixe restos de comida pela casa.

FORMIGAS ELETRIZANTES

Isso mesmo! Dentro das casas, as formigas surgem aparentemente do nada para atacar alimentos e restos de comida. Mas onde elas se escondem? Um dos locais preferidos é em volta da parte elétrica da residência, ou seja, dentro de tomadas, conduítes e até mesmo no interior de aparelhos como liquidificadores. Para combatê-las, vede frestas de piso, azulejos e outros lugares que possam servir de ninho, recolha restos de alimentos e guarde-os bem tampados.

Higiene dentro e fora de casa

As grandes ratazanas (Rattus norvegicus) fazem tocas em volta da casa, em terrenos baldios e quintais onde achem restos de alimentos. Já o camundongo (Mus musculus) e o rato de telhado (Rattus rattus) podem ter ninhos internos, seja na parte de trás do fogão ou no forro da casa. O pior é que o encanamento de esgoto, que desemboca em ralos e até nos vasos sanitários, pode ser usado pelos ratos numa invasão. Para mantê-los longe de casa, mantenha ralos fechados e tape os vãos entre as telhas com argamassa.

Fique esperto, devoradores de madeira

Rodapés e batentes são abrigos ideais para os cupins-de-madeira-seca (Cryptotermes brevis), que também se escondem em móveis, nos telhados ou qualquer canto que tenha madeira e ambiente seco. Já os cupins subterrâneos (Coptotermes havilandi) constroem túneis nas paredes mesmo. Ambos vivem em colônias com milhares ou milhões de indivíduos. Para evitar um ataque devastador, faça inspeções periódicas nos rodapés e nos móveis.

Fonte: Diário de Biologia