Nome científico: Phoneutria nigriventer
Nome popular: Aranha armadeira

Aspecto: sua coloração varia de cinza a marrom e nas patas possuem listras negras, a fêmea apresenta o ventre quase negro, o macho jovem, laranja e o macho adulto marrom. Ela tem em média um corpo de até 5 cm e as patas de até 17 cm.

Hábitos: não tecem teias, são agressivas caçam ativamente e possuem hábitos noturnos, quando se sentem ameaçadas apoiam-se nas patas traseiras erguendo as anteriores abrindo os ferrões.

Picada: seu veneno possui ação neurotóxica.

As armadeiras são consideras as aranhas mais venenosas e fatais, infelizmente são extremamente comuns em todo território brasileiro, carregando doses de veneno extremamente fatais (somente 0,006 mg são suficientes para matar um rato).

É a segunda aranha que mais causa acidentes no Brasil, atrás apenas das aranhas-marrons. Contudo, diferentemente dessas últimas, as armadeiras são bastante agressivas, atacando por vontade própria.


Nome científico: Loxoceles sp
Nome popular: Aranha marrom

Aspecto: sua coloração em geral é marrom-avermelhada, algumas apresentam desenho claro na carapaça, possuem três pares de olhos de coloração esbranquiçada. São pequenas, têm em média 4 cm de diâmetro, as pernas são longas e finas.

Hábitos: tecem teias irregulares, mais comumente em fenas de barrancos, junto e sob raízes de árvores, bambuzais, cavernas, pilhas de lenha, telhas e tijolos. Também apresentam hábitos noturnos, mas não são agressivas, porém picam se comprimidas.

Picada: seu veneno possui ação necrosante.

Só picam quando entramos em contato direto com elas. O veneno é bastante poderoso, porém age de um modo mais lento, o que garante um tratamento antes do necrosamento dos membros.